loader image

Academia de Medicina da França recomenda Vitamina D para Covid-19

 

 

A Academia de Medicina da França pede atenção ao status de vitamina D dos pacientes com Covid-19 e recomenda a suplementação a eles.

Devemos garantir a administração de uma ingestão adicional de vitamina D em pacientes com Covid-19? É isso que a Academia de Medicina da França recomenda. ao dizer que já havia publicado um relatório sobre o assunto em 2012, e pedir que se analise o status de vitamina D dos pacientes com Covid-19 e forneça suplementos.

De acordo com as informações apresentadas, a vitamina D é um pró-hormônio sintetizado na derme sob o efeito dos raios ultravioleta, ou seja, dos raios do sol, depois transportados no fígado e nos rins, onde é transformado em hormônio ativo. É responsável pela absorção intestinal do cálcio e da saúde óssea.

Foi demonstrada uma correlação significativa entre os baixos níveis séricos de vitamina D e a mortalidade por Covid-19. 

Segundo a Academia, a vitamina D não pode ser considerada como um tratamento preventivo ou curativo para a infecção por SARS-CoV-2; mas mitigando a tempestade inflamatória e suas consequências, poderia ser considerado um complemento para qualquer forma de terapia.

Informa ainda que a vitamina D também tem efeitos não convencionais. Em particular, modula o funcionamento do sistema imunológico, estimulando macrófagos e células dendríticas. Ela desempenha um papel na regulação e na supressão da resposta inflamatória das citocinas que causa a síndrome do desconforto respiratório agudo que caracteriza as formas graves e muitas vezes letais do Covid-19.

 

Academia de Medicina da França: 

– recorda que a administração de vitamina D por via oral é uma medida simples, barata e reembolsada pelo Seguro de Saúde;

– confirma a sua recomendação de garantir a suplementação de vitamina D na população francesa num relatório de 2012;

– recomenda que o nível sérico de vitamina D (ou seja, 25 OHD) seja medido rapidamente em pessoas com mais de 60 anos de idade com Covid-19 e que uma dose seja administrada carga de 50.000 a 100.000 UI, o que poderia ajudar a limitar as complicações respiratórias.

– recomenda o fornecimento de suplementação de vitamina D de 800 a 1000 UI / dia em pessoas com menos de 60 anos, assim que o diagnóstico de Covid-19 for confirmado.

 

Fontes: https://protocolocoimbradrcicerogalli.com/2020/05/25/covid-19-lacademie-de-medecine-recommande-la-vitamine-d-comme-adjuvant-aux-autres-therapeutiques-le-quotidien-du-medecin/

https://www.nouvelobs.com/coronavirus-de-wuhan/20200526.OBS29329/l-academie-de-medecine-recommande-la-vitamine-d-en-plus-des-traitements-anti-covid.html

http://www.academie-medecine.fr/communique-de-lacademie-nationale-de-medecine-vitamine-d-et-covid-19/

https://www.lequotidiendumedecin.fr/actus-medicales/sante-publique/covid-19-lacademie-de-medecine-recommande-la-vitamine-d-comme-adjuvant-aux-autres-therapeutiques

 

Leave a Reply